Pimentel pede voto de confiança aos movimentos e aos progressistas

 

Senador petista foi eleito novo titular da Primeira Secretaria. Ele reforça importância de ampliar resistência nas ruas e nos espaços institucionais...

 

O senador petista José Pimentel (CE) é o novo titular da Primeira Secretaria do Senado. A nova Mesa Diretora da Casa foi eleita na noite desta quarta-feira (1°), após escolha do nome de Eunício Oliveira (PMDB-CE) para a presidência do Senado.

Entre as principais tarefas da Bancada do Partido dos Trabalhadores em 2017, segundo Pimentel, estão o enfrentamento às reformas da Previdência, trabalhista e do ensino médio, assim como às tentativas de entregar o patrimônio dos brasileiros ao capital privado.

“Precisamos ocupar todos os espaços políticos para ampliar a nossa capacidade de luta nas questões sociais e democráticas”, avaliou o senador.

E foi essa compreensão, ressaltou Pimentel, que norteou sua decisão de ocupar o espaço na Mesa Diretora do Senado, como é direito do PT a partir dos votos que obteve nas eleições de 2010 e 2014.

Dono da terceira bancada legislativa no Senado, cabe ao PT fazer a terceira escolha de um cargo da Mesa. A decisão é uma ferramenta tática e nada tem a ver com “composição” com golpistas, como querem fazer crer os veículos da grande imprensa.

O líder do PT no SenadoHumberto Costa (PE), ressaltou, ainda antes da eleição, que a decisão foi fruto de um amplo debate interno da bancada.

“O posicionamento do partido não foi resultado de nenhuma concessão, de nenhum acordo que tenha sido feito com quem quer que seja. A nossa representação proporcional advém dos votos que o Partido dos Trabalhadores obteve em 2010 e em 2014”, afirmou.

De acordo com Humberto, a presença do PT em postos de comando deve garantir que a oposição esteja a par de todas as decisões da mesa diretora da Casa e evitar possíveis manobras governistas.

“Quantas vezes Eduardo Cunha manobrou para atender os interesses de seu grupo político enquanto a oposição estava alheia? Sem representação no Senado, vamos perder um espaço importante de combate e de participação das decisões da casa. Isso não representa qualquer tentativa de acordo com golpistas ou com o governo golpista de Michel Temer. Ao contrário, nós estaremos lá para defender as nossas próprias bandeiras e principalmente combater matérias que vão de encontro ao interesse da população brasileira”, lembrou.

Voto de confiança

“Peço um voto de confiança aos movimentos sociais e a todos os militantes do PT e do campo progressista. Ainda temos muita batalha pela frente e quanto mais unidos estivermos mais chances de vitória”, postulou Pimentel em carta a esses setores, divulgada após a eleição da Mesa Diretora.

O senador reforçou que não aceitaria o cargo se não acreditasse que isso aumentaria a capacidade de enfrentar as pautas do governo usurpador de Michel Temer.

“Se nós entendemos que o parlamento deve ser um local de resistência, precisamos ocupar todos os espaços políticos para ampliar a nossa capacidade de luta nas questões sociais e democráticas”.

Leia a íntegra da carta do senador José Pimentel

 
 

Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações do PT no Senado

 

Coordenação

Construindo Um Novo Brasil.

Website: construindoumnovobrasil.com.br/

É uma corrente interna do PT, da qual fazem parte alguns dos principais ministros do nosso governo e o próprio Luiz Inácio Lula da Silva, entre outros quadros importantes. A corrente nasceu em 1983, a partir do Manifesto dos 113, que buscou organizar o grande número de militantes...