Lindbergh enviará representação à OEA sobre violência da PM paulista

Senador petista irá denunciar a repressão policial aos atos Fora Temer, violentamente reprimidos pela Polícia Militar do governador Geraldo Alckmin...

Após a manifestação histórica realizada neste domingo (04) na cidade de São Paulo, com mais de 100 mil pessoas pedindo a saída do usurpador Michel Temer, a Polícia Militar (PM) do governador Geraldo Alckmin agiu de maneira repressiva e violenta, terminando a manifestação com bombas e gás lacrimogêneo, sem nenhuma justificativa, segundo denunciou até aimprensa internacional.

Em resposta, o senador do PT Lindbergh Farias afirmou que irá entrar com uma representação na Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos) contra a ação da PM paulista. “Estamos vendo uma escalada de autoritarismo”, afirmou o senador.

Paulo Teixeira, deputado federal do PT, afirmou que irá cobrar do Ministério Público de São Paulo que exerça ação fiscalizadora sobre a atuação da PM. “Queremos a proteção ao direto de manifestação e não à repressão orquestrada”.

As afirmações foram feitas em coletiva de imprensa na sede do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo. O presidente do sindicato esteve presente e afirmou que a entidade vê com preocupação a situação política do país. “Jornalistas são alvos porque a polícia não quer que se registre sua violência desmedida”, afirmou o presidente da entidade, Paulo Zocchi.

Na manifestação, um repórter da BBC filmou o momento no qual soldados da PM o agrediram, mesmo após se identificar. 

Leia na integra

 

 

Coordenação

Construindo Um Novo Brasil.

Website: construindoumnovobrasil.com.br/

É uma corrente interna do PT, da qual fazem parte alguns dos principais ministros do nosso governo e o próprio Luiz Inácio Lula da Silva, entre outros quadros importantes. A corrente nasceu em 1983, a partir do Manifesto dos 113, que buscou organizar o grande número de militantes...